sexta-feira, 17 de setembro de 2010

UMA AFRONTA AO ESTADO LAICO

(Vita - blessed by freedom)





- Por que você está tão bravo, Mike?

Era uma noite fechada, ameaçando chuva. Não pretendia alongar a conversa, mas o Mike parecia preocupado, chutando alguns brinquedos de sua casa, olhando para mim com cara de poucos amigos.

- Ora, você não tem visto nem ouvido nada sobre um tal acordo entre o governo brasileiro e o Vaticano?

- Ouvi alguma coisa... E daí?

- E daí? Você parece besta?

- Também não precisa ofender, cara! Que foi que eu te fiz? – perguntei já com um pé atrás de quem ameaça ir embora e deixar o outro a falar sozinho.

- Você não me fez nada, mas esse tal acordo está mexendo com meus nervos...

E sem que me pudesse dizer mais nada, Mike disparou:

- Admiramos ambos ao Lula, o seu governo e tudo o mais. Temos apoiado quase tudo o que ele faz. Mas, isso?

- Isso... isso o quê? – gaguejei, prevendo chumbo grosso.

- O Estado brasileiro é laico ou não é?

- É, claro que é...

- Então, não tem que abrir as pernas para o lobby da Igreja Católica Apostólica Romana, não é mesmo? Esse acordo que tramita no Congresso – e que está em vias de ser aprovado – é um acinte ao estado laico do Brasil. Concede ao Vaticano privilégios absurdos. Não é um acordo entre estados soberanos, porque o Vaticano não é nenhum estado soberano que tenha algum tipo de prestígio internacional ou de poder econômico com o qual precisemos firmar acordos. Aquilo lá é apenas uma prelazia papal e nada mais. Tem o prestígio que o papa da hora granjeie ou amealhe pela sua posição de líder religioso. Nada mais. O Brasil, se firmar mesmo esse acordo com “sua santidade” (e ele pronunciou “sua santidade” com o máximo de ironia que um macaquinho atrevido e ateu pode ter), estaremos inaugurando uma “democracia teocrática” das mais vagabundas, em detrimento de nossas leis constitucionais... Isso é um absurdo. Esse tratado é inconstitucional. Você devia mandar toda essa gente ir lamber sabão, no seu blog... Você está marcando touca, e todos os brasileiros também... Eu não posso concordar com tal barbaridade! Quer saber? Vou dormir e vocês, idiotas, que... que... que se lasquem...

Tenho certeza de que ele queria dizer uma outra palavra bem mais contundente do que o “que se lasquem”, mas como não é de seu feitio usar palavrões, recolheu-se à sua casinha e foi dormir, deixando-me com cara de idiota e sem ter tempo de responder-lhe que, sim, eu concordava com ele: ESSE ACORDO COM O VATICANO NÃO PODE SER APROVADO E, SE O FOR, DEVE SER DECLARADO INCONSTITUCIONAL PELO SUPREMO (Supremo? Helàs!).

Nenhum comentário:

Postar um comentário